Télio Rodrigues pede ajuda para a juventude de Luziânia

por Fabiana Costa — última modificação 07/03/2018 15h35
Vereador usa a tribuna da Câmara Municipal para buscar apoio na luta a favor do jovem luzianiense, já que dados mostram que essa região é considerada uma das mais perigosas do país para a faixa etária.

     Vereador Télio Rodrigues (PSDB) apresentou no plenário da Câmara Municipal de Luziânia a indicação que solicita a criação de programas para inserir jovens no mercado de trabalho, implantação de projetos e oficinas para acolher menores que estão em situação de vulnerabilidade. Com essas alternativas, a propositura pretende beneficiar a faixa etária entre 12 a 18 anos, a que mais estima cuidados e atenção por parte da sociedade e do poder público.

     De acordo com Télio, dados da UNICEF – Fundo das Nações Unidas para a Infância, em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República mostra que Luziânia é a cidade mais perigosa do país para jovens nessa faixa etária.

     O órgão elabora o Índice de Homicídios na Adolescência – IHA em que o município goiano lidera o ranking. Uma das causas apontadas no estudo é a falta de policiamento ostensivo.

     A pesquisa analisa os homicídios de adolescentes de 12 a 18 anos nos 300 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes. O IHA é calculado para cada grupo de mil pessoas entre 12 e 18 anos. A partir da análise das informações de 2014, para cada mil adolescentes, 3,65 correm o risco de ser assassinados antes de completar o 19º aniversário. Se as condições que prevaleciam em 2014 não mudarem, entre 2015 e 2021, um total de 43 mil adolescentes poderá ser morto nesses 300 municípios analisado, incluindo Luziânia.

     Télio Rodrigues ainda subiu até a tribuna para debater o assunto: “O motivo que me traz aqui é um assunto lamentável, pois essa pesquisa mostra que nossa querida Luziânia é a cidade mais violenta para os jovens de 12 a 18 anos viverem. É muito triste, para nós, enquanto vereadores, representantes do povo ter esses índices em nossas mãos. Precisamos tomar uma posição séria para tentar reverter essa situação”!

     O vereador sugeriu que os embates no parlamento fossem direcionados para as questões sérias, como essa, em que projetos devem ser proporcionados para a juventude. E ainda pediu que se unissem na formulação de ações e estratégias para solucionar essa triste estatística.

     Além disso, Télio sugeriu que uma audiência pública fosse marcada entre a Casa de Leis e a Prefeitura local em prol da juventude luzianiense, na busca de implementação de programas e melhorias na qualidade de vida de nossos jovens.